O Sonora

O SONORA teve origem na hashtag #mulherescriando, que foi uma iniciativa da musicista Deh Mussulini para romper o imaginário de que existem poucas compositoras, ou seja, mulheres que criam sua arte sonora.

Com grande repercussão, algumas compositoras espalhadas pelo Brasil conversaram sobre a ideia de fazer um festival, que hoje intitulamos Sonora: Deh Mussulini, Flávia Ellen, Amorina e Bia Nogueira (Belo Horizonte), Ana Luisa Barral (Salvador), LaBaq (São Paulo), Ilessi (Rio de Janeiro) e Isabella Bretz (BH, Lisboa e Dublin).

A partir daí, outras mulheres foram entrando e agregando ideias e iniciativas. Hoje somos uma grande rede espalhada pelo mundo.

O ensejo do festival é dar visibilidade, promover e legitimar a presença da mulher compositora, empoderando-a artística, profissional e economicamente.

São muitas as compositoras que cantam, tocam e arranjam suas próprias canções, porém não possuem reconhecimento e devido espaço no meio musical. Nos palcos do Sonora se apresentam iniciantes e artistas já estabelecidas, trocando experiências e fortalecendo, principalmente, cada cena local na qual o evento se insere.

O Sonora funciona através de uma rede de produtoras locais que estão situadas em cada cidade onde os eventos acontecem e são conectadas e organizadas por uma Coordenação geral composta por uma equipe multidisciplinar de mulheres no Brasil e no mundo. Para contactar a coordenação geral: sonorageral@gmail.com